Pages Navigation Menu

Sobre o projeto

O Rota Brasil Oeste é um projeto voluntário de jornalismo independente e sem fins lucrativos que tem como missão divulgar e valorizar a cultura do interior do Brasil ao resgatar aspectos históricos e desafios atuais.

 

Financiamento e manutenção do projeto: como nos ajudar

O Rota Brasil Oeste conta, hoje, com duas fontes de renda para a manutenção do projeto, custeio do site e composição de um fundo para a realização de novas expedições. São:

  • Licenciamento de imagens: Licenciamos o direito de uso das imagens de nosso acervo fotográfico, apenas para uso editorial e desde que sua utilização editorial tenha sido autorizada pelas comunidades que visitamos.
  • Links patrocinados: Exibimos, por meio do programa Google Adsense, links patrocinados em nossas páginas. Não temos controle sobre o conteúdo destes anúncios e sua exibição no site não significa nosso endosso sobre os produtos ou serviços oferecidos.

 

Histórico

O projeto começou ainda no ano de 2000 como projeto de conclusão do curso de Comunicação Social da Universidade de Brasília.

Esta primeira fase culminou com o lançamento oficial da página na Internet, em 30 de outubro do mesmo ano e com a realização da Expedição Rota Brasil Oeste, iniciada em abril de 2001. A viagem refez parte do trajeto original da Expedição Roncador-Xingu, comandada pelos irmãos Villas Bôas na década de 40 e percorreu cidades e visitou comunidades indígenas.

Numa iniciativa pioneira, a equipe utilizou um recém inaugurado sistema de telefonia via satélite da Globalstar para transmitir e publicar um blog em tempo real direto do interior do Mato Grosso e mesmo dentro das aldeias do Parque Indígena do Xingu.

Em novembro do mesmo ano, a equipe do Rota Brasil Oeste foi convidada a participar da Expedição Américo Vespúcio. Organizada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do Rio São Francisco e Paraníba (Codevasf) e realizada pela DOMO Arquitetura e Promoções de Eventos, a viagem percorreu o Rio São Francisco da nascente à foz no ano de seu descobrimento pelos portugueses. Seguindo o mesmo modelo de trabalho, uma conexão via satélite abordo do barco permitiu a publicação de textos e fotos ao longo de todo o trajeto.

No ano de 2003, a equipe do projeto visitou a região do Jalapão numa expedição curta com duração de cinco dias. No período, foram visitados não apenas os principais pontos turísticos locais, mas também povoados que trabalham na confecção do artesanato com capim dourado e famílias que sobrevivem da agricultura de subsistência, uma realidade quase nunca vista pelos turistas. Acompanhamos ainda parte do trabalho de demarcação da Estação Ecológica da Serra Geral do Tocantins. Futura reserva ecológica que visa preservar a região.

Atualmente, o projeto continua reunindo artigos, notícias, campanhas e fotos sobre as belezas e desafios do interior do Brasil e se mantém graças ao trabalho voluntário da equipe, colaboradores e leitores. Agradecemos a participação de todos!

  • Gabriel

    Gostaria saber onde encontrar todo o projeto integração do são Francisco, desde a sua captação a té sua chegada no Rio Paraíba.Eixo norte.

  • http://www.facebook.com/honorato.jesus.9 Honorato Jesus

    Muito interessante o Projeto e o Histórico, porque precisamos mais informação num Pais tamanho e influência mundial, parabéns.

    Atenciosamente.

    Sr. Honorato de Jesus Sabi Miguel.

    Missionário Angolano no Brasil.

Anúnios (via google adsense)